h1

Egito: Giza, Saqqara e Dahshur

abril 18, 2010

Visitar o Egito e não ir até as pirâmides de Giza é simplesmente non-sense.  O mais velho e impressionante lugar em todo o Egito, as pirâmides de Giza são um atestado da força e riqueza que uma vez esteve presente nessa parte do mundo. E não é só, após alguns dias imerso no caos da capital, o caminho pelos subúrbios para se chegar até Giza revela uma paisagem diferente, com campos verdes e palmeiras as margens das areias do deserto e do Rio Nilo.

E embora a maioria das pessoas associem o Egito com as pirâmides de Giza, há no total cerca de 90 pirâmides espalhadas pelo país. Algumas são apenas escombros enquanto outras são tão impressionantes quanto as de Giza, entretanto chegar até elas não é uma das tarefas mais simples. Para tal, uma boa opção que encontrei é contratar um taxista (cerca de E£200) por um dia, e a partir do Cairo fazer um tour pela antiga capital Memphis, pela impressionante pirâmide de Zoser em Saqqara, as pirâmides de Dahshur e, claro, Giza.

Memphis foi declarada a capital do Egito em 3100 AC e pela maior parte do período faraônico, essa era a capital do Egito. A cidade já foi um dia repleta de palácios, jardins e templos, mas hoje em dia pouco restou para mostrar tais tempos de glória, e a visita a cidade vale mais como um ato simbólico de pisar no solo onde, há muito tempo, o Egito era controlado. Próximo a Memphis e muito mais interessante está Saqqara – antigo cemitério da capital por ceca de 3.500 anos e o maior sítio arqueológico do país. A pirâmide Saqqara só foi descoberta em 1924 e continua sendo restaurada, tendo sido a primeira pirâmide que vi, foi um tanto impressionante – vale também uma breve visita a Necrópolis enquanto o museu não é tão bom, mas está incluso no preço.

10 kms ao sul de Saqqara está Dahshur, e embora antigamente houvessem cerca de 11 pirâmides na área, atualmente existem apenas duas, porém são impressionantes e definitivamente merecem uma visita. São duas pirâmides razoavelmente grandes, e é uma boa idéia descer por uma delas, já que o interior das pirâmides são basicamente iguais e a sensação de descer não é das melhores – muito calor e o ar lá dentro é terrível, logo com menos pessoas percorrendo o caminho a experiência é um pouco melhor quando comparado com Giza.

Finalmente as pirâmides de Giza. A primeira visão das pirâmides pode ser um pouco chocante, o platô onde se encontram fica no meio do congestionado subúrbio de Giza. Há duas entradas, e visitantes que chegam via transporte público geralmente dão de cara com a pior delas, enquanto taxis e tours vão até a segunda entrada, próximo da Esfinge, e muito mais agradável. Uma excelente idéia é percorrer a área nas costas de um camêlo. Isso praticamente dobra o preço da visita, mas vale pela vista panorâmica que não se teria de nenhuma outra forma. O lugar fecha as 4 da tarde, mas para apreciar o pôr-do-sol há vários coffee shops com terraço e visão privilegiada. Finalmente, um pouco mais tarde há o “Light and Vision show”, não é nada demais, porém é legal ver as pirâmides iluminadas de diferentes formas.


Notas

– A “cena” turística ao redor das pirâmides é intensa e pode incomodar um bocado. Praticamente em todo canto há alguém vendendo cartões postais ou pequenas lembranças, e geralmente um simples “não” não vai convencer. Basta dizer que as pirâmides têm sido atração turística desde quando foram construídas e provavelmente haviam pessoas oferecendo uma volta em um camêlo ou coisa do tipo desde então. De qualquer forma, fique atento aos seguranças, eles não fazem nada que não envolva algum tipo de pagamento extra.

– Descer as pirâmides é uma experiência legal, mas como disse antes, elas são bem parecidas internamente e não há muito para se ver – já que tudo encontrado foi levado para museus. Porém vale dizer que o ar é terrível, e a maior parte do tempo tem-se a sensação de que não é suficiente, o calor é extremo e quanto maior o número de pessoas descendo, evidentemente, pior. Para descer o túnel, uma boa dica é fazê-lo de costas.

– Encontrar um taxista decente pode dar um pouco de trabalho, felizmente encontrei uns americanos em Petra que me recomendaram um dos bons. Jacoub é uma das pessoas mais honestas que conheci no Cairo e vai “tomar conta” de tudo o tempo todo, não deixando que ninguém tire proveito de você. Ele também providencia um ótimo café da manhã que já está incluso no preço. E para finalizar ele não é um desses caras que ficam falando o tempo todo, em fato ele só fala quando perguntado. Pode ser encontrado no telefone 0127238002  ou pelo e-mail da filha: margret.barsome78@gmail.com . Eu o recomendo sem pensar duas vezes!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: