h1

Utrecht

janeiro 18, 2010

Quando se fala na Holanda, ou mais correto “Países Baixos”, sempre vem a cabeça Amsterdam entre outras coisas como prostitutas, drogas e canais. Certamente Amsterdam é uma cidade fantástica e deveria estar na lista de qualquer um e é exatamente por ser um destino relativamente óbvio que eu resolvi falar pouco de Amsterdam e mais de uma pequena cidade ao sul.
Utrecht é o nome de uma província ao sul de Amsterdam, menos de 1 hora de trem, e também a principal cidade. A cidade de Utrecht é uma das mais antigas da Holanda, não que você perceba isso quando desce do trem e se encontra no labirinto que é o Hoog Catharijne shopping centre. O local é imenso e é colado a estação. Mas se conseguir evitá-lo na saída, ou mesmo se for bravo o suficiente para passar por todos os corredores até a saída, o que encontrará é uma bela e vívida cidade. Com apenas 282,000 habitantes, o centro histórico é cercado por um belo canal que data do século 13. Os canais, bem abaixo do nível das ruas,  são únicos no mundo com tal característica, e as ruas ao redor fervem com diversas lojas, bares, restaurantes e cafés.
Um fato que colabora para tornar a visita a Utrecht ainda mais prazerosa é que todos os principais pontos de turismo estão a menos de 10 minutos um do outro, na base da caminhada. Logo com 2 ou 3 horas você pode facilmente andar pela área ao redor da catedral (Domtoren), dos canais e ainda arrumar tempo para uma visita ao museu.

Lugares
A catedral Domtoren, finalizada no século 14, é o ponto de referência máximo na cidade. A torre de 112 metros pode ser vista praticamente de qualquer lugar. A subida ao topo é difícil mas vale pela vista que se tem da cidade e, em um dia claro, pode-se ver Amsterdam ao longe. Repare bem nos ornamentos da catedral, alguns deles levaram até 300 anos para serem concluídos.  Atrás da igreja está uma das áreas mais charmosas da cidade: o Kloostergang, um jardim monástico e refúgio para milhares de pombos e alguns viciados em drogas.
Os canais são, certamente, cenas de muitos álbuns de casamento.  Durante o dia centenas de pessoas sentam nos cafés nas ruas acima do canal assim como as margens do mesmo, um pouco mais abaixo. Durante a noite a esparsa iluminação e a agitação dos bares oferece um ambiente perfeito, e até parece que o lugar é um grande e único bar. Mais ao sul é onde o canal tem ares mais evocativos, as ruas são tranquilas e há quase um certo silêncio ao redor, difícil de imaginar considerando que ainda é o centro da cidade.
Aos interessados em artes e exibições Utrecht tem 14 museus, alguns muito bons outros um tanto peculiares. O Museum het Catharijneconvent tem uma das mais renomadas coleções de arte sacra medieval da Holanda, recontando virtualmente toda a história do cristianismo. O Centraal Museum e o Universiteitsmuseum são outras boas opções.

Roteiro
Possivelmente todo mundo que visita a Holanda está indo para Amsterdam e, dificilmente, alguém iria somente para Utrecht, além disso o país é pequeno e tem uma malha ferroviária eficiente. Então, como já foi elucidado os prós de Utrecht, segue uma idéia de roteiro que deve agradar – combinando o básico com alguns extras que valem ser conferidos.
Caso tenha voado para Amsterdam, então comece por ela e termine em Utrecht. Se voou para qualquer outro lugar ao sul, então comece por Utrecht, siga para Amsterdam e termine em Rotterdam.  Uma semana ou talvez um pouco mais devem bastar.
Se puder escolher, visite a Holanda em abril ou maio, a estação das tulipas. Em Amsterdam alugue uma bicicleta e explore a cidade – em especial o bairro Jordaan. Se possível faça também um passeio pelos canais e evidentemente não deixe de ir ao “Red Light District” e parar no meio do caminho em um coffeeshop para um cigarro.

Depois de Amsterdam siga para Haarlem, dê uma volta pela cidade, talvez uma visita ao Frans Hals Museum e não deixe de ir até os jardins de Keukenhof, especialmente entre abril e maio para visualizar a inacreditável profusão de cores – sim, das tulipas. Passe um dia na antiga Leiden, e depois siga para Den Haag ou vá direto para Rotterdam e aproveite a agitação da cidade. Rotterdam também serve como base para uma visita aos famosos moinhos de Kinderdijk. Daí é voltar para Amsterdam, ou caso ainda não tenha tido a chance de passar por Utrecht essa é a hora.

Não esqueça
– Uma jaqueta razoável e um cachecol. Acredite, as noites podem ser um pouco frias.
– Mente aberta para drogas, sexo e a honestidade quase ingênua do holandês.
– Relembre os velhos hinos dos anos 80. Sim, vá para as piores músicas e divirta-se porque é impossível escapar desse som nessas terras.
– Reflexos rápidos para evitar ciclistas; lembre-se que a calçada é para os pedestres – e não, não tem desculpa para andar na rua.
– Não deixe Utrecht sem conhecer o Broers Stadscafe na rua Korte Jansstraat. O lugar tem uma atmosfera fantástica e vale tomar um café da manhã ou mesmo almoçar por lá. Tente tirar os olhos das garçonetes enquanto come: impossível!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: